O Bottle’s Bar, famosa casa noturna considerada um dos berços do movimento da Bossa Nova e localizada no Beco das Garrafas, em Copacabana, ficou fechada por 40 anos, até que a produtora cultural Amanda Bravo, filha do instrumentista Durval Ferreira (1935-2007), resolveu buscar apoio para revitalizar o lugar. Deu certo!

Wanda de Sá, numa apresentação no novo Bottle´s Bar: as mesinhas coladas ao palco continuaram
Wanda de Sá, numa apresentação no novo Bottle´s Bar: as mesinhas coladas ao palco continuaram

Desde 2014, os moradores da cidade e turistas do Brasil e do mundo podem curtir uma agenda de apresentações ao longo de toda a semana, e reviver a atmosfera que recebeu o primeiro show de Elis Regina, em 1961, as “domingueiras” de Sérgio Mendes e muitos outros espetáculos da mais fina flor da música popular brasileira dos anos 50 e 60: Dom Um Romão, Tom Jobim, Airto Moreira, Wilson das Neves, Marisa Gata Mansa, Leny Andrade e por aí vai.

Elis Regina no palco do Bottle´s Bar: primeiro show da artista
Elis Regina no Beco: primeiro show da artista

Com a revitalização, o Bottle´s Bar e o Bacará, outro bar do beco, viraram uma casa só. O Little Club também foi reativado e é outro espaço para shows. A disposição das mesinhas e cadeiras coladas ao palco se manteve a mesma, assim como a vocação democrática do Beco: palco de apresentações tanto de músicos profissionais, como amadores ou em processo de profissionalização.

Garrafadas?
Há controvérsias sobre a alcunha do beco, que inicialmente teria sido chamado pelo escritor carioca Sérgio Porto de “beco das garrafadas” por conta da vizinhança, que ficava incomodada com o barulho e movimento e jogava garrafas nos boêmios que iam ao Ma Griffe, Bacará, Little Club e Bottle’s. Já o escritor Rui Castro, autor do livro “Chega de Saudade”, sobre a vida boêmia e cultural carioca dos tempos da Bossa Nova, disse, em entrevista ao jornal O Globo, que um ou outro morador pode, sim, ter jogado garrafas nos frequentadores, mas não acredita que tenha sido uma prática. Pelo menos, segundo ele, não há notícia de ninguém que tenha morrido no Beco por causa disso, o que fatalmente iria acontecer “mesmo que fosse com uma garrafa de Crush ou de guaraná Caçula”.

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA

18/7, terça-feira
Beco da Comédia” – Paulo Carvalho convida Eduardo Jericó e Leo Castro
Horário: 20h
Ingressos: R$ 30 (antecipado) e R$ 40 (na hora)

19/7, quarta-feira

Maria Luiza e suas muitas bossas
Horário: 21h
Ingressos: R$ 30

21/7, sexta-feira

“Bossa e sambalanço” – Amanda Bravo e Grupo Sambalanço
Horário: 21h
Ingressos: R$ 40

“Pra saudade não tem hospital” – Andreia Carneiro convida Carlos Garcia
Horário: 22h30
Ingressos: R$ 30

22/7, sábado

Thiago Genthil
Horário: 22h30
Ingressos: R$ 30 ou R$ 20 na lista amiga (basta confirmar presença no evento para entrar na lista)

“Bicho Humano, um autorretrato” – Thais Sabino
Horário: 20h
Ingressos: R$ 30,00 ou R$ 25 na lista amiga (bichohumanoumautorretrato@gmail.com)


BECO DAS GARRAFAS – BOTTLE´S BAR E LITTLE CLUB

RUA DUVIVIER, 37, COPACABANA
TEL.: (21) 2543-2962

(Crédito da foto com os letreiros dos bares, que abre este texto: André Araújo)