Por Bárbara Anaissi

Um passeio pela Cidade Maravilhosa através das crônicas de Clarice Lispector para jovens.

Clarice sempre buscou seus temas nas ruas e em conversas com os moradores da cidade. O cotidiano da cidade é o ponto de partida para sua crônicas, que  mostram tanto o seu Rio pessoal e secreto quanto o coletivo, reunindo deliciosamente o espírito carioca com seu modo único de ver o mundo. Seu melhor remédio para insônia era o murmúrio do mar e um dos seus passeios preferidos era o Jardim Botânico.

capa do rio

Clarice Lispector nasceu na Ucrânia, em 1920, e migrou para o Brasil com apenas 1 ano, para morar em Recife. Aos 12 anos, já orfã de mãe, veio para o Rio de Janeiro, aonde se tornou escritora. Viveu no exterior por 15 anos com o marido diplomata e, ao voltar definitivamente para o Brasil, escolheu o Rio para morar e criar os filhos. Clarice era visceralmente carioca, e a cidade é cenário e inspiração para Do Rio de Janeiro e seus personagens.

Um pequeno trecho:
“Deixei abertas as vidraças do carro, que corria muito, e eu já começara minha liberdade deixando que um vento fortíssimo me desalinhasse os cabelos e me batesse no rosto grato de olhos entrefechados de felicidade.
Eu ia ao Jardim Botânico para quê? Só para olhar. Só para ver. Só para sentir. Só para viver.”

Mais detalhes
Editora: Editora Rocco
Páginas: 144
Preço: R$ 20,00