Por Laura Souza

Antiga rota de fuga de escravos no século XVIII, espalhado pelas encostas do Morro do Desterro, o bairro reúne um riquíssimo casario colonial e uma forte vocação artística, cultural e gastronômica. Além de suas ruas com um estilo próprio, entre suas atrações estão o Convento de Santa Teresa, o Parque das Ruínas, a Escadaria Selarón, os largos do Curvelo, dos Guimarães e das Neves e o Museu Chácara do Céu. Da Lapa até o alto do bairro, tudo pode ser percorrido a pé. E é aí que está a graça.

escadaria selaron 8
Escadaria Selarón

Visitar Santa Teresa é conhecer um Rio pitoresco, que não se vê em outras áreas da cidade. O bairro, que fica na região do Centro do Rio, possui uma localização exclusiva, que possibilita a conexão com vários bairros adjacentes. Santa – como é chamado intimamente por seus moradores e amantes – é um bairro tranquilo e bucólico, em contraste com a Lapa, sua vizinha agitada e boêmia e com quem se conecta pelos famosos Arcos da Lapa.

museu-chácara-do-ceu
Museu Chácara do Céu

 

parque das ruínas
Parque das Ruínas

O mais deslumbrante de Santa Teresa é a vista que proporciona dos outros bairros do Rio. Seja de noite ou de dia, é um espetáculo de tirar o fôlego que pode ser visto de qualquer canto do bairro. Mesmo com seu ar quase colonial e campestre, Santa Teresa vem se renovando progressivamente. Desde 2009, teve início um projeto de revitalização do bairro. E os bondes? Para a alegria dos saudosos, voltaram a circular com uma frota mais moderna em dezembro de 2015.

santa7
Largo do Curvelo