Uma grande exposição no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB) comemora os 70 anos do biquini – criação revolucionária no mundo da moda, apropriada e transformada pelos brasileiros em objeto de desejo do mundo todo. “Yes! Nós temos biquíni”, que tem curadoria da jornalista Lilian Pacce e fica em cartaz até 10 de julho, traz desde um exemplar autêntico de 1895 (um vestido de lã com bloomer), passando pelo maiô de perninha, até chegar ao mínimo fio-dental.

Uma tanga marajoara (Divulgação/Museu de Arqueologia e Etnologia da USP)

Os vários modos de estar e de ocupar os territórios de liberdade que a praia, o sol, o mar e o biquíni permitem são retratados em obras de suportes variados como fotografia, pintura, escultura, vídeo, ilustração, com obras de Nelson Leirner, Beatriz Milhazes, Leda Catunda e Rochelle Costi. Entre os fotógrafos, estão German Lorca, Thomaz Farkas, Bob Wolfenson, Cassio Vasconcellos, Claudio Edinger e Jacques Dequeker, além de trabalhos audiovisuais como os de Katia Maciel e Janaina Tschäpe e modelos icônicos de moda.

O território da praia, claro, é retratado na mostra (foto: Divulgação/Cassio Vasconcellos)
O território da praia, claro, é retratado na mostra (foto: Divulgação/Cassio Vasconcellos)

Segundo a curadora, “nota-se como os modelos de cada época refletem as respectivas conquistas da mulher – muitas vezes tema de grandes escândalos, seja com a atriz brasileira Leila Diniz expondo sua barriga de grávida num biquíni em 1971, seja com a prisão da nadadora olímpica australiana Annette Kellermann em 1907 por usar o então maiô masculino. A pesquisa deixa claro também que os protagonistas da história, tanto criadores como criaturas, não se deram conta da relevância de seus atos e do impacto que provocariam na sociedade e na arte ao longo do século 20”.

A marquinha do biquini está entre os temas da mostra (foto: Divulgação/Fernando Schlaepfer)
A marquinha do biquini está entre os temas da mostra (foto: Divulgação/Fernando Schlaepfer)

“A exposição pretende mostrar a força da menor peça do vestuário feminino: o biquíni. E mais do que isso: o biquíni made in Brazil que, numa rara virada de jogo, se tornou objeto de desejo mundo afora. Apesar de ter sido criado na França, o Brasil se apropriou tão bem da peça que se tornou referência em moda praia; o Rio de Janeiro, seu melhor cenário”, diz Lilian, no texto de apresentação da exposição.

Ilustração do artista mineiro Alceu Penna (1915-1980) está entra as peças em exposição  (Divulgação)
Ilustração do artista mineiro Alceu Penna (1915-1980) está entra as peças em exposição (Divulgação)

SERVIÇO

Exposição “Yes! Nós temos biquíni”
Dia/hora: de quarta a segunda, das 9h às 21h, até 10 de julho
CCBB – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
Tel: (21) 3808-2020