Por Laura Souza

O Cirque du Soleil é um espetáculo! Não tem quem assista a qualquer um de seus shows e não fique fascinado pela criatividade, pelos cenários, pelas danças e acrobacias, pelo talento de todos os artistas e pelo enredo das histórias. Reconhecido em todo o mundo, tem buscado constantemente evocar a imaginação, invocar sentidos e provocar emoções. Após um longo período sem pisar em terras tupiniquins, a trupe volta com o belíssimo Amaluna.

amaluna 7

A superprodução altamente criativa e artística se passa em uma ilha misteriosa, governada por Deusas e chamada Amaluna. Após conduzir a cerimônia da chegada à vida adulta de sua filha Miranda, homenageando a feminilidade, a renovação, o renascimento e o equilíbrio, a Rainha Prospera causa uma tempestade. Então, um grupo de rapazes chega à ilha, desencadeando uma história de amor épica entre a filha de Prospera e um bravo jovem pretendente. Porém, o amor deles será testado.

O show traz pela primeira vez uma banda composta exclusivamente por mulheres. Tudo no enredo de Amaluna foi pensado para colocar as mulheres no centro, trazendo uma história que as apresentasse como verdadeiras heroínas. O próprio nome remete ao feminino: “ama” refere-se a “mãe” em muitas línguas e “luna” significa “lua”, que é o símbolo de feminilidade e que remete à relação de mãe e filha e à ideia de deusa e protetora do planeta.

amaluna 5

 

Descrever Amaluna em palavras é uma tarefa difícil. Por isso o Rio Book trouxe um pouquinho do espetáculo para deixar com um gostinho de “quero mais”!

 

Para comprar seu ingresso, clique aqui

 

Informações do Local:

Parque Olímpico: Avenida Embaixador Abelardo Bueno, s/n (na altura do número 5001)- Barra da Tijuca (entrada ao lado do hotel Residence Inn by Marriott)

De 28 de dezembro a 21 de janeiro 2018