Por Bárbara Anaissi

O verão começou, o réveillon tá aí e a cidade abre ainda mais os braços para quem quiser chegar. Que o Rio é lindo já é uma verdade universal, mas como se divertir ao ar livre? O Rio Book selecionou alguns passeios para você curtir nossas paisagens deslumbrantes. Tem praia, parque arte e história. Aproveite!

 

PRAIAS

Praia de Ipanema

Mergulho ao meio-dia ou ao anoitecer? Mar calmo ou mais agitado? O Rio tem as praias mais lindas e para todos os gostos. Clique em cada nome para mais informações e escolha o mergulho.

Praia de Copabana

Praia de Ipanema (Posto 9)

Praia Vermelha

Praia da Joatinga

Yoga na praia

 

PARQUES

Jardim_botanico_MG_9928

Zona Sul ou Zona Norte? Yoga, piquenique ou exposição de artes? Os parques da cidade oferecem diversas opções. Clique em cada nome para mais informações e escolha o seu.

Parque Lage

Jardim Botânico

Parque das Ruínas

Parque do Flamengo

Parque Madureira

 

TRILHAS

trilhaVocê é iniciante ou “trilheiro” profissional? Curte adrenalina ou prefere apenas apreciar a vista? Veja aqui como conhecer o Rio por outros ângulos.

 

ARTE

Grafite

A obra “Etnias”, do paulista Eduardo Kobra, está no Boulevard Olímpico e entrou para o Guiness como o maior mural do mundo. Com cerca de 3 mil metros quadrados, o painel retrata os cinco continentes e enche de cor a Zona Portuária.

painel kobra2

Esculturas

Uma ótima maneira de passear pela cidade é seguir o roteiro das esculturas de tamanho natural de artistas, músicos e escritores. Carlos Drummond de Andrade em Copacabana, Clarice Lispector no Leme, Tom Jobim no Arpoador, Tim Maia na Tijuca, Noel Rosa em Vila Isabel e muito mais. Clique em cada nome e monte seu roteiro.

Drummond e Clarice

Dorival Caymmi e Tom Jobim

Tim Maia e Cazuza

Noel Rosa

Ary Barroso e Cartola

Michael Jackson e Renato Russo

Chacrinha e Otto Lara Resende

cartola

 

HISTÓRIA

Construído em 1811, o Cais do Valongo foi a principal porta de entrada de escravos no país. Desativado em 1831, foi reformado na década seguinte com o nome de Cais da Imperatriz. Já em 2011, nas obras de revitalização da Zona Portuária, os dois ancoradouros foram descobertos com uma incrível coleção arqueológica associada à Diáspora Africana. Em 2017, o sítio arqueológico foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

Hoje, integra o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, que estabelece marcos da cultura afro-brasileira na Região Portuária, ao lado do Jardim Suspenso do Valongo, Largo do Depósito, Pedra do Sal, Centro Cultural José Bonifácio e Cemitério dos Pretos Novos.

jardim suspenso do valongo 2

O Jardim do Valongo, na subida do Morro da Conceição, vale a visita. Inaugurado em 1906, na época da grande reforma de Pereira Passos, foi reaberto em 2012 como área de lazer e tem exposição permanente com os achados arqueológicos das escavações.

mapa circuito histórico e arqueológico

 

Fotos: Divulgação