Por Laura Souza

Rio de Janeiro, terra de sol, praia e muito samba! O samba é simplesmente a cara do Rio. E é impossível visitar a cidade ou morar nela sem curtir o choro da cuíca e do cavaco. Em todos os bairros, para todos os gostos, sempre tem uma rodinha de samba ou uma batucada no ritmo que é patrimônio cultural da Cidade Maravilhosa.

Pensando nisso, o Rio Book – que é um sambista de primeira e no samba se criou – fez um roteiro especial para comemorar o Dia Nacional do Samba (2/12). Se você não é ruim da cabeça e nem doente do pé e quer curtir as melhores rodas de samba da cidade, aproveite nosso roteiro e comemore em grande estilo.

Vamos ao lugares que são nota 10 nos quesitos animação e batucada boa!

Trem do Samba

Para começar, o já tradicional e disputado Trem do Samba! A 22ª edição do evento é a comemoração perfeita para celebrar o ritmo.

Idealizado pelo cantor, compositor e escritor Marquinhos de Oswaldo Cruz, em 1996, foi inspirado na viagem de trem feita por Paulo da Portela e outros sambistas que, no início do século, cantavam no interior do transporte, na volta pra casa, como forma de fugir da repressão policial ao samba.

O Trem do Samba foi concebido para valorizar o patrimônio cultural e imaterial que é o ritmo. A iniciativa é tão importante que integra o calendário cultural oficial da cidade e do estado do Rio de Janeiro.

Marquinhos de Oswaldo Cruz em seu

Da Central do Brasil a Oswaldo Cruz, o evento oxigena a memória com obras de cantores e compositores do samba genuíno do século XX, trazendo ao público o samba de raiz, partido alto, samba de terreiro, samba de roda e samba-enredo.

Para quem curte samba, história e cultura e quer comemorar  a data como um verdadeiro bamba, é só embarcar nesse Trem, que acontece todos os anos na semana de 02 de dezembro.

tremdosambaoficial.com.br

 

Trapiche Gamboa

O reduto do samba de roda. O sobrado que conserva a arquitetura de 1857 está situado entre a Pedra do Sal, a Ladeira do Valongo e o Largo do Prainha. O Trapiche Gamboa não se define como “casa de shows” ou “boate”. Com a originalidade dando o tom maior, é um despretensioso bar, onde gente de bom gosto encontra a cerveja mais gelada, a caipirinha mais perfeita e o tira gosto mais esperto, ao som do mais puro e verdadeiro samba carioca.

trapiche gamboa2

Endereço: Rua Sacadura Cabral, 155 – Gamboa

Tel.: 2516-0868

www.trapichegamboa.com

 

Pedra do Sal

Fundada em 2009, a Roda de Samba da Pedra do Sal leva o “samba de verdade” para quem ainda não conhece e para os amantes desse estilo que é, na realidade, um patrimônio cultural brasileiro. O samba “cru” e rico em poesia é o que faz os sambistas se reunirem. E é por amor ao samba que todas as segundas-feiras, às 19h, eles estão lá, fazendo o seu já conhecido samba de raiz.

pedra_do_sal

Endereço: Rua Argemiro Bulcão, 38 – Gamboa

facebook.com/rodadesambapedradosal

 

Samba do Trabalhador

O sambista Moacyr Luz comanda uma das melhores rodas da cidade, no Clube Renascença, toda segunda-feira. O samba corre solto a partir das 17h e fica animado! As “canjas” de novos participantes ou de cantores ilustres já se tornaram de praxe, sendo possível cruzar com grandes nomes do samba no local.

samba do trabalhador

Endereço: Rua Barão de São Francisco, 54 – Andaraí

Tel.: 3253-2322

 

Baródromo

Bar mais carioca da gema, impossível! Se “Sambódromo”, o termo cunhado por Darcy Ribeiro a partir da junção de “samba” com o sufixo “dromo”, significa “lugar para correr o samba”, o nome desse bar já diz tudo. É o lugar para correr tudo o que temos direito no bar: cerveja gelada, petiscos deliciosos e o bom e velho samba!

O Baródromo é o primeiro bar temático sobre o Carnaval carioca. Para completar, fica no bairro que é o reduto da boemia: a Lapa. Se você achava que não dava para ser mais carioca da gema, o Baródromo arranjou um jeito: o Cabaret do Milton!

Sim, é desse Milton mesmo que estamos falando: o Cunha! O Cabaret do Milton é um espetáculo com a cara dele. Mistura samba, carnaval, circo e poesia e é a atração do Baródromo. Com quatro horas de duração, o show tem 21 artistas no elenco e é marcado pela irreverência e bom humor do carnavalesco, que comanda e dirige o espetáculo, é claro!

É para sambar e cantar até de manhã!

barodromoEndereço: Rua do Lavradio, 163 – Lapa

 Tel.: 2504-5754

 facebook.com/barodromo

 www.barodromo.com.br

 

Beco do Rato

Em um charmoso cantinho da Rua Joaquim Silva, na Lapa, funciona desde 2005 o Beco do Rato. Próximo à Escadaria Selarón, a casa é lugar de música boa, cultura, gente bonita, personalidades, cerveja gelada e ótimos petiscos. A área onde Madame Satã e Chiquinha Gonzaga moraram, virou um verdadeiro ponto de encontro para cariocas e turistas de todas as idades, com uma programação variada que inclui poesia, cinema, choro e, é claro, o melhor do samba!

becoEndereço: Rua Joaquim Silva, 11 – Centro

Tel.: 2508-5600

www.becodorato.com.br

 

Samba do Ouvidor

A tradicionalíssima roda de samba acontece de 15 em 15 dias, aos sábados, na esquina das ruas do Ouvidor e do Mercado. O samba com o cenário histórico do Centro da cidade ao fundo começa às 17h e lota.

A própria organização define: "uma roda de samba para o samba, onde o objetivo principal é fazer uma reunião de amigos e contribuir para que o samba continue eterno." No repertório, bambas, como Noel Rosa, Monarco, Candeia, Walter Rosa e Alberto Lonato.

A única inimiga? A chuva! Quando muito intensa pode fazer o evento ser adiado.

samba-da-ouvidorEndereço: Rua do Ouvidor – Centro

sambadaouvidor.blogspot.com.br

 

Candongueiro

Vamos começar por esse nome cheio de significado. Em Angola, na África, o candongueiro é um nome popular dado aos veículos de transporte de passageiros. Ou seja, trazendo para a realidade carioca, o Candongueiro é quase que literalmente o veículo que vai te levar para – adivinha só – um samba de primeira!

Com mais de 20 anos de tradição, a roda de samba que acontece nesse espaço cultural é considerada uma das melhores de Niterói. Para quem mora ou se hospeda no Rio, a viagem é também um passeio por pontos turísticos, como a ponte Rio-Niterói, de onde se tem uma vista privilegiada da Baía de Guanabara.

E esse passeio para o famoso “outro lado da poça” pode acontecer aos sábados, quinzenalmente.  O ambiente no Candongueiro é agradável e familiar e ainda oferece aquele encontro informal com grandes artistas do samba.

Endereço: Estrada Velha de Maricá, nº 1554, Pendotiba – Niterói

Tel.: 2616-1239

facebook.com/candongueiro.oficial

 

Bip Bip

No coração da Zona Sul, em pleno bairro de Copacabana, o Bip Bip é um bar de dimensões minúsculas. Mas o pequeno espaço abriga um enorme reduto do samba. Inaugurado em 1968, desde então se tornou um tradicional ponto de encontro dos músicos da velha e da nova geração.

Mantendo essa tradição sob o comando do mal humorado Alfredinho, o local tem uma lógica própria e uma razão de ser. Lá não tem frescura: a cerveja é na lata, o samba é apreciado da calçada do bar, as palmas são estalar dos dedos e a conversa precisa ser baixa para não atrapalhar a performance dos músicos. O ponto central do Bip Bip é a música. E aproveitá-la é a melhor forma de ter uma noite emocionante!

Bip-BipRua Almirante Gonçalves, 50 – Copacabana

Tel.: 2267-9696

facebook.com/barbipbip

 

Mercado das Pulgas

O Mercado das Pulgas fica no coração de Santa Teresa, no Largo dos Guimarães. Dono de uma das mais belas vistas da Cidade Maravilhosa, o casarão há 8 anos vem recebendo as melhores rodas de samba da cidade com público de todas as idades. O pré-requisito é só querer curtir o melhor do samba. Para completar, muita comida boa e bebida gelada.

E em caso de chuva? Pode ir curtir o samba tranquilo, o espaço tem cobertura em sua maior parte.

mercado das pulgas 3

Endereço: Rua Almirante Alexandrino, 501 – Largo dos Guimarães – Santa Teresa

Tel.: 2267-8965

facebook.com/mercadosdaspulgas